Você sabe o que fazer em caso de acidente de trânsito?

por Adriano Lopes Bueno

As situações de emergência não escolhem data, hora, pessoa ou local; daí a importância de o cidadão saber como se portar nessas ocasiões, e quais as atitudes que poderá ou não tomar, seja para aguardar a chegada da equipe médica de socorro, seja para transportar a vitima até o hospital, havendo esta possibilidade, onde ela irá receber os devidos cuidados.

É primordial que se deve sinalizar o local, para assim evitar que ocorram novos acidentes. O próximo passo é solicitar socorro médico; o solicitante deve antes de entrar em contato observar o local do acidente para então informar com mais clareza e precisão o endereço e tipo do acidente. Se observar que a vitimas estão presas em ferragens deverá solicitar ajuda dos Bombeiros (número a ser acionado 193), para esse tipo de acidente somente eles têm as ferramentas para socorrer a vítima adequadamente, quando observado que não há vitimas presas nas ferragens deve o solicitante acionar a equipe da SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (número a ser acionado 192). Assim estará ajudando positivamente em caso de acidentes de trânsito.

No caso de remoção do acidentado, um conjunto de medidas precisa ser respeitado a fim de não se agravar ainda mais a situação. Caso a remoção implique em riscos para a vítima, o prudente será acionar e aguardar a chegada da equipe médica de resgate, para fazer o transporte e o atendimento emergencial. Do contrário, o paciente poderá vir a sofrer um segundo trauma, capaz de trazer sequelas irreversíveis, ou até mesmo levar ao óbito do acidentado.

Portanto, lembre-se dessas dicas e caso precise solicitar o socorro médico siga corretamente as orientações, evitando assim que haja mais vítimas. Vale ressaltar que a melhor prevenção é respeitar as leis de trânsito, por meio desse comportamento todos os usuários das vias podem contribuir positivamente para redação de acidentes.

 

Adriano Lopes Bueno é Instrutor de Trânsito do CFC Cadore, Condutor Socorrista (SAMU), Pedagogo e Multiplicador em Educação para o Trânsito.

Compartilhar!